Homem é linchado após matar ex-namorada e ferir amiga a facadas

0
1128
Reprodução/ Whatsapp

Caso ocorreu em São Paulo. Vídeo do linchamento circula no Whatsapp

Um homem foi linchado por populares após matar a ex-namorada e ferir a amiga dela a facadas na noite desta terça-feira (07/11) na Zona Leste de São Paulo. Um vídeo gravado por um celular mostra tanto o momento em que o agressor atacou as duas mulheres quanto o instante em que ele foi morto.

De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria da Segurança Pública (SSP), o assassinato da mulher e a agressão à amiga dela foram registrados no 10º Distrito Policial (DP), Penha, como feminicídio e violência doméstica. O linchamento foi registrado como homicídio simples. A investigação será feita pelo Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP).

O feminicídio é uma qualificadora do homicídio doloso, com intenção de matar. Nesse caso, há entendimento que o crime foi cometido contra a mulher pela condição de gênero dela, pelo fato de ela ser do sexo feminino.

No caso desta terça, o garçom José Francimildo de Araújo, de 41 anos, foi espancado até a morte por pessoas desconhecidas que presenciaram ele assassinar a ex-namorada, a estudante Elisabete Pinto de Oliveira, de 33 anos, e também ferir a amiga dela, uma mulher de 43 anos.

O crime ocorreu por volta das 18h40 em um ponto de ônibus da Avenida Doutor Assis Ribeiro, no bairro Cangaíba. Segundo o boletim de ocorrência, José não aceitava o fim do relacionamento com Elisabete, com quem namorou por três anos. Eles estavam separados havia cinco meses, de acordo com o pai da vítima.

“Elisabete pôs fim ao relacionamento, mas José Francimildo não aceitou”, disse o pai da mulher morta.  “Passou a perseguir Elisabete, de modo que a família não mais permitia que ela saísse sozinha”, completou.

Elisabete e a amiga estavam no ponto a espera do ônibus que as levariam a faculdade. Foi quando José se aproximou delas.

“Elisabete ficou nervosa e tentou atravessar a rua, porém José foi ao encontro dela e a puxou para o ponto”, contou a amiga dela, que sobreviveu ao ataque. “José sacou uma faca de sua cintura e golpeou contra Elisabete no pescoço”, relatou a amiga.

A amiga de Elisabete tentou impedir José, mas foi esfaqueada no braço esquerdo e próximo ao pescoço. Enquanto eram agredidas, pessoas que ouviram os gritos das vítimas pararam para tentar ajudá-las. Outras começaram a filmar o que ocorria com o celular e acabaram divulgando e compartilhando as imagens pelo aplicativo WhatsApp.

As duas mulheres chegaram a ser socorridas, sendo levadas para o Hospital Tatuapé, mas a ex-namorada do agressor morreu ao chegar a unidade médica. A amiga dela sofreu foi internada, sem risco de morte.

Após o crime, José tentou fugir a pé, mas foi perseguido por um grupo e espancado até a morte. Segundo a ocorrência, José “apresentava diversas lesões na face, aparentemente causada por instrumento contundente”.

Como o autor do assassinato de Elisabete morreu, a polícia irá investigar quem matou José. Para isso, o DHPP deverá analisar as imagens que são veiculadas na web e mostram as pessoas que participaram do linchamento do garçom. Se forem identificadas, elas poderão responder por homicídio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui