in ,

Baile Funk está atormentando políticos detidos pela operação Lava Jato

Foto: Reprodução/ TV Globo

Baile funk perturba presos na cadeia Pública José Frederico Marques e é alvo de reclamações dos detentos

Reformada para abrigar os presos da Operação Lava Jato, a cadeia pública José Frederico Marquês, em Benfica, na Zona Norte do Rio de Janeiro, nos últimos dias passou a deter o presidente licenciado da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), Jorge Picciani e seu filho, Felipe Picciani. Eles dividem uma cela. No mesmo espaço também estão o deputado estadual Edson Albertassi e com Rogério Onofre, ex-presidente do Detro.

Os políticos detidos por corrupção têm feito reclamações, pois as celas ficam de frente para a favela do Arará. O barulho causado por um baile funk na comunidade tem atormentado os detentos.

No presídio também estão os ex-governadores Anthony Garotinho, Sérgio Cabral e Rosinha Garotinho. Garotinho está em área separada por ser considerado inimigo político dos outros presos. Já Rosinha está em uma ala feminina.

 

Polícia Federal investiga golpes aplicados por pastores evengélicos

Jovem condenada por matar abusador recebe apoio de celebridades