in

Moacyr Franco fala de demissão do SBT: “Meu salário era ridículo”

Moacyr Franco como Jeca Gay em "A Praça É Nossa"/ Reprodução

Humorista diz que demissão foi “inexplicável”

Moacyr Franco preferiu acompanhar de longe a repercussão de sua demissão do SBT, após mais de 20 anos de casa. O humorista estava em Belo Horizonte (MG) e preferiu se afastar para evitar a tristeza. Ontem (22/11), demonstrando ainda estar abalado, resolveu falar sobre sua saída da emissora. Em conversa com o Uol, o ator admite estar surpreso com o carinho do público:

“Nem esperava que tivesse essa repercussão. Para mim, foi até lisonjeiro todo mundo falando a meu favor”, comentou.

Mas, o artista diz que ainda não conseguiu entender o motivo da demissão. Para ele, seu histórico de êxitos em programas que apresentou e criou para a emissora de Silvio Santos, justificariam sua permanência:

“Foi muito ruim, bastante triste para mim. É uma coisa que eu não esperava de jeito nenhum. É inexplicável.Tudo que fiz no SBT deu certo, deu resultado. Fiz o programa das paródias, depois ‘Ô Coitado’, que foi um baita sucesso,é até hoje um dos maiores êxitos da casa, na estreia a gente deu 32 pontos de pico e 26 de média. Depois, foi ‘Meu Cunhado’, já reprisaram quatro vezes, é compensador para a casa. Começamos dando 8 contra 14 e terminamos dando 16 a 10”, recorda.

Moacyr conta que ainda não conversou com Carlos Alberto de Nóbrega, líder de “A Praça É Nossa”, mas relembra com carinho seu trabalho como Jeca Gay, personagem que viveu durante 12 anos no humorístico: “Sou amigo dele desde 1958. Na ‘Praça’, todos os bordões que eu lancei são sucesso. ‘Viver é bom, mas dá um trabalho’, ‘Bão e bunito’, ‘Chorei largado’, ‘Chique no úrtimo’, a música ‘E é verdade, é sim sinhô’. Deu tudo certo comigo lá”, afirma.

O humorista deixou conteúdo inédito no SBT, como o projeto de uma nova temporada de “Ô Coitado”, mas o SBT ignorou a proposta. O ator também ressalta que, apesar da experiência, seus salário não era mais alto do que o de seus colegas:

“O SBT podia ter me aproveitado também como ator. Estava fazendo só a ‘Praça’, mas não é porque eu não quisesse. Mandei vários projetos, fizemos um piloto do novo ‘Ô Coitado’, algo mais moderno, mas nunca responderam. Como eu ganhava muito pouco, achava que estava tudo bem. Ganho no nível de todos os atores da ‘Praça'”.

Aos 81 anos, Moacyr não pensa em se aposentar e tem projetos com Danilo Gentili, com quem trabalhou junto no filme “Como se Tornar o Pior Aluno da Escola”:

“Estou bolando um seriado e outro filme com o Danilo Gentili. Estou bem com esse pessoal jovem, para mim é legal porque a gente refresca um pouco. Estou fazendo muitos shows. Embora ganhe muito pouco, eu trabalho demais, três vezes por semana. Meu salário no SBT era 40 ‘paus’, era ridículo. Enquanto todo mundo ganha milhões, pelo que sei”, especula.

O humorista ainda antecipou que continuará aparecendo no SBT, recebendo cachê como jurado do “Programa Raul Gil”.

 

Kéfera é processada por taxista e pode ter que pagar 25 mil reais

Médico ofende repórter – Expressão de susto de Sandra Annenberg já virou meme