in

Robinho é condenado a 9 anos de prisão por violência sexual

foto: Bruno Cantini/Atlético MG

Atacante do Atlético-MG teria cometido “violência sexual em grupo” contra uma jovem albanesa em 2013, quando atuava pelo Milan

A nona seção do Tribunal de Milão condenou o atacante Robinho, do Atlético-MG, a nove anos de prisão por “violência sexual em grupo” contra uma jovem albanesa de 22 anos, segundo informações de diversos jornais italianos. O crime teria ocorrido em uma boate da cidade italiana, em 22 janeiro de 2013. Na época, Robinho atuava pelo Milan. Como a sentença foi dada em primeira instância, ainda cabe recurso.

Em 2014, Robinho chegou a divulgar um vídeo no canal do Santos chamando a acusação de “triste e mentirosa” e ameaçou processar a imprensa italiana por publicar informações “mentirosas”. Na ocasião, o jogador disse que nem sequer conhecia a garota que realizou a denúncia.

Segundo a agência italiana Ansa, a assessoria do Atlético Mineiro disse que ainda não sabe se o jogador se pronunciará sobre o assunto.

Acusação anterior

Esta é a segunda acusação de estupro enfrentada pelo jogador com passagem pela seleção brasileira. Investigado em 2009, na Inglaterra, depois que uma mulher disse ter sido violentada por ele numa casa noturna da cidade de Leeds, o jogador, que na época defendia o Manchester City, foi inocentado na ocasião.

Jovem condenada por matar abusador recebe apoio de celebridades

Signos na Black Friday – Como você se comporta em promoções?