in

Disney compra 21st Century Fox – X-Men, Deadpool e Quarteto Fantástico agora fazem parte da Marvel

Divulgação

“Os Simpsons”, “Modern Family” e “Avatar” também pertencem a Disney

Após semanas de negociações, a The Walt Disney Company confirmou hoje (14/12) a compra de grande parte da 21st Century Fox. No comunicado oficial, as empresas confirmam que o acordo inclui a Twentieth Century Fox Film, Fox Searchlight Pictures, Fox 2000, os estúdios de TV, junto com os negócios internacionais de TV a cabo. O valor aproximado da negociação é de US$ 52.4 bilhões.

A Disney afirma no texto que a compra possibilitará a criação de mais conteúdos, possivelmente para seu serviço de streaming, que tem lançamento previsto para 2019. Dentro da negociação, a Disney também confirma que assumirá algumas dívidas da Fox, estimadas em US$ 13.7 bilhões.

A 21st Century Fox vai separar empresas como Fox News Channel, Fox Business Network, FS1, FS2 e Big Ten Network e formar uma nova companhia, que será divulgada para seus acionistas em breve.

A Disney, que já detém os super-heróis da Marvel e a franquia “Star Wars”, tem agora outras franquias renomadas que pertenciam a Fox, como “Avatar”, “X-Men”, “Quarteto Fantástico”, “Deadpool”, “Alien” e “Predador”,  além do filme “A Forma da Água”, possível candidato ao Oscar 2018.

Na divisão de TV, o contrato inclui a FX, Twentieth Century Fox Television e Fox21, ou seja  produções como “The Americans”, “This is Us”, “Modern Family” e “Os Simpsons” agora fazem parte da Disney. A Disney também assume a Fox Sports e as partes da Fox no Hulu.

“A aquisição dessa estelar coleção da 21st Century Fox reflete o aumento da demanda dos consumidores por uma rica diversidade de experiências de entretenimento, que são mais convincentes, acessíveis e convenientes do que nunca”, afirmou Robert A. Iger, chefe executivo da The Walt Disney Company.

Para finalizar, o comunicado frisa que essa é uma oportunidade para a Disney reunir X-Men, Quarteto Fantástico e Deadpool com a “família Marvel”.

Ronaldinho Gaúcho vai concorrer ao Senado através de partido de Bolsonaro, diz jornal

Jovem conta que encontrou forças nas redes sociais para vencer a anorexia