Após agressão, Moranguinho desabafa sobre Naldo: “Queria o Ronaldo que conheci de volta”

0
5357
Twitter/ Reprodução

Assessoria de Naldo diz que casal não reatou

A Ellen Cardoso, a Mulher Moranguinho, fez um desabafo num longo texto publicado no Facebook. É a primeira vez que a ex-dançarina se manifesta após registrar queixa na delegacia acusando de agressão o marido, o cantor Naldo Benny. No texto, Moranguinho fala sobre o relacionamento dos dois e pede que não julguem o seu momento:

“De volta pro recomeço. Um recomeço difícil e doloroso,mas que eu tenho fé que será uma grande cura”, escreveu ela.

No texto, Ellen também culpa a fama e o dinheiro por desestabilizarem o cantor e a firma querer a simplicidade e o Ronaldo que conhecera de volta. Na internet, logo se especulo que o casal havia voltado, mas a assessoria do cantor nega, afirmando que os dois, inclusive, passaram o Natal separados. Ao falar em “recomeço”, Moranguinho indica que a vida dela recomeçou e não que os dois estariam recomeçando a relação.

Moranguinho também pediu que respeitem esse momento delicado vivido pela família: “Respeitem o nosso momento. Está sendo muito difícil para todos nós. Não julguem sem nos conhecer. Por trás de tudo isso existem pessoas igual a você. Uma família que sofre, uma filha que chama pelo pai, cheia de saudade. Um homem cheio de amor desesperado para reparar seus erros e uma mulher com o coração muito ferido, mas que precisa ser forte pra recomeçar”.

Em outro trecho do texto, Moranguinho escreve sobre o porque de ter ficado calada após a denúncia de agressão:

“Outro dia vi até uma reportagem na TV onde uma mãe desesperada para salvar o filho o acorrentou em casa. Muitas pessoas acharam um absurdo, como uma mãe é capaz de fazer isso? Mas eu faria o mesmo. É melhor tê-lo em casa acorrentado do que passar pela dor de vê-lo morto jogado em uma esquina qualquer. Alguém aí já parou pra pensar que a atitude que tomei pode ter sido para salvar e não pra destruir? Alguém aí já parou pra pensar que onde existe uma família existe amor e que dinheiro nenhum nesse mundo compra paz? Alguém aí já parou pra pensar que a história que foi contada todos esses anos e que não foi desmentida por mim pode não ser a verdade, e que eu não sou obrigada a me justificar? Eu poderia estar em programas de televisão me lamentando e fazendo a coitadinha. Eu escolhi me calar, escolhi ter meu momento de paz, de reflexão e de cura!”.

Leia o desabafo na integra:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui