in ,

8 perguntas que você deve se fazer antes de retomar um relacionamento

Bruna e Neymar/ Selena e Justin

Será que voltar para o(a) ex é uma boa ideia?

Em 2017, tivemos dois exemplos de casais famosos que retomaram seus relacionamentos. Neymar & Bruna Marquezine e Justin Bieber & Selena Gomez, após um tempo separados, decidiram recomeçar.

O término de um relacionamento pode deixar assuntos inacabados, mal-resolvidos. Muitas vezes, no calor das emoções, as pessoas acabam tomando decisões precipitadas, quando as ideias não estão claras. Por isso, pode acontecer de, quando as emoções acalmarem, você tenha dúvidas, ainda mais se seu (sua) ex pedir para voltar.

Se vocês chegaram ao ponto de terminar, é porque obviamente havia algo errado no relacionamento. Independentemente se foi você que tomou a iniciativa de terminar ou não, é preciso refletir se os problemas anteriores podem mesmo serem superados agora. Também deve-se pensar bem nos motivos pelos quais você quer tentar de novo: é porque realmente acredita que a relação de vocês mudou e pode ser melhor desta vez ou é medo de não conseguir um romance estável com outra pessoa?

Para tentar ajudar você a organizar as ideias e moções, separamos 8 perguntas que você deve se fazer antes de aceitar recomeçar um relacionamento:

1. Vamos voltar em um relacionamento sério?

Voltar com seu (sua) ex para permanecer em um relacionamento que não lhe traz futuro pode não ser uma boa opção. Se vocês voltarem, precisam ter o mesmo objetivo. Se você quer algo sério, não vale a pena investir tempo e emoções em uma pessoa que, mesmo após o primeiro término, só quer algo superficial. O mesmo vale na situação inversa: se você não se sente pronta(o) para mergulhar em um relacionamento mais profundo, mas este é o objetivo do(a) ex, não fique iludindo a pessoa, seja sincero(a).

2. Ele(a) irá me dar atenção?

Se o termino ocorreu porque você se sentia só e pouco valorizada(o), é preciso avaliar se ele(a) realmente mudou a forma de agir e entendeu que você não é uma figura decorativa ou um móvel dentro de casa, você quer participar da vida dele(a) e quer que ele(a) participe da sua. O jeito é conversar francamente e ir avaliando respostas e atitudes. Não tenha pressa em decidir nada.

3. Ele(a) será fiel?

Mesmo que ainda aja amor, é difícil voltar a confiar em alguém após uma traição. Se seu relacionamento terminou por conta de infidelidades, talvez o melhor seja esperar que todas as feridas se cicatrizem, que você aceite o que aconteceu e consiga superar, pois não adianta retomar o romance, se os ciumes vão aparecer cada a telefonema ou a cada vez que ele(a) se atrasar. A pessoa deve ter paciência e saber respeitar o seu tempo, entendendo que, mesmo que o arrependimento seja real, você não é obrigada(o) a perdoar imediatamente.

4. Ele(a) ainda me ama?

Muita gente pode querer retomar um relacionamento por diversos motivos, que nada tem a ver com amor: pode ser por comodismo, por status social e outras razões. Por isso, procure ter certeza dos sentimentos do outro e também dos seus, para não se enganar nem enganar seu par.

5. Ele(a) é maduro o suficiente?

Se o relacionamento terminou por causa de comportamentos infantis, comodismo, atitudes irresponsáveis, seja com você, seja na vida profissional ou em relação a própria família, pode ser que ele(a) tenha amadurecido e mudado. Converse sobre os planos para o futuro, sonhos, o que tem feito para atingir estes objetivos. Dessa forma, você vai saber se a pessoa aprendeu mesmo a lidar com as responsabilidades ou continua apenas sonhando.

6. Nós tínhamos química na cama?

Não adianta achar que só o amor basta. Para um casal dar certo (a não ser os assexuados), sexo pode não ser o elemento primordial, mas também é importante. Se vocês se gostam, mas não tinham compatibilidade no sexo ou atualmente você já não sente atração física por ele(a) e vice-versa, talvez seja o caso de cogitar manter apenas a amizade.

7. Posso contar com ele(a) sempre que precisar?

Para você voltar a se relacionar com seu(sua) ex, você precisa sentir segurança. Para o relacionamento dar certo, vocês precisam ser companheiros e se apoiarem. Não volte para alguém que coloca você para baixo.

8. Será que ele(a) realmente mudou?

Exigir mudanças do(a) ex pode não ser a melhor coisa a se fazer. Dificilmente as pessoas mudam. E quando isso acontece, leva tempo. Além disso, quando as pessoas decidem mudar, isso deve partir delas mesmas, não por pressão de outra. A pessoa deve saber que a mudança pessoal será benéfica para ele(a) como um todo, para sua vida, no trabalho e nas relações interpessoais. A realidade pode ser dura, mas é melhor não se iludir: se uma pessoa diz que vai mudar por você, é provável que ela esteja enganando você ou enganando a si própria. Sendo assim, com o tempo tudo que lhe incomodava, vai acabar voltando.

Não tenha pressa, principalmente se houverem muitas questões pendentes e mágoas. Deixe o tempo passar, para que as emoções não atrapalhem e interfiram na sua decisão. Aí sim, quando se sentir tranquilidade e tendo superado os problemas, você poderá pensar com cautela e distanciamento se vale a pena tentar de novo.

Belaventura – Resumo da semana: Brione se nega a fugir com Gonzalo, mas diz que vai esperá-lo

Participantes do BBB 18 já estão confinados em hotel – Reality show terá mudanças