in

Homem rompe garganta e tem dificuldade para falar após segurar espirro

Setas indicam fratura na garganta após espirro (Foto: BMJ Case Reports)

Caso atípico de rompimento da parte de trás da garganta após um único espirro

Um homem de 34 anos, no Reino Unido, rompeu a parte de trás da garganta após segurar um espirro, o que o deixou quase sem fala e com dificuldades para engolir temporariamente.

O caso foi publicado no “British Medical Journal Case Reports”, braço do periódico BMJ que costuma publicar casos atípicos da medicina. Segundo o relato, o homem colocou a mão na boca e apertou o nariz com a outra mão na tentativa de conter um espirro: como consequência, acabou por fraturar gravemente a garganta.

O caso é surpreendente, dizem médicos que atenderam o paciente, porque a ruptura da parte de trás da garganta só é vista em traumas e acidentes. Ela pode, ainda, ser reportada em vômitos ou tosse intensa, mas dificilmente após um único espirro.

A fratura foi seguida de dores intensas e bolhas de ar passaram a invadir tecidos, levando o homem à internação. No hospital, o paciente foi alimentado por tubos e recebeu antibióticos até ser liberado sete dias depois.

“Não me arrependo”, afirma mulher flagrada em vídeo jogando cachorro em bueiro

Após ser suspensa, Mara pede desculpas a Silvio Santos: “Patrão, me perdoa”