in ,

Em O Outro Lado do Paraíso, Vinícius admite ser pedófilo, é preso e morre esfaqueado

Rede Globo/ Reprodução

Em julgamento, delegado admite ter abusado de Laura  e de outras meninas

Vinícius (Flávio Tolezani) terá um fim trágico na novela “O Outro Lado do Paraíso“. Condenado após confessar ter abusado da enteada, Laura (Bella Piero) e de outras meninas, o delegado é preso e esfaqueado por outro detento em pouco tempo na penitenciária. As cenas estão previstas para irem ao ar entre os dias 20 e 22 de fevereiro.

Lorena presta depoimento contra o delegado

Patrick (Thiago Fragoso) conseguirá localizar Tiana, a empregada doméstica que tomava conta de Laura, e a convence a depor, o que será decisivo no caso. A mulher conta ter visto a criança ensanguentada e com manchas roxas pelo corpo diversas vezes, mas tinha medo de relatar devido à profissão do patrão. Lorena (Sandra Corveloni), que até então apoiava o marido nas acusações, constata que ele é culpado nos casos e também resolve depor.

“Eu casei por sua filha”

Vinícius se mostrará irritado por sua mulher se pronunciar e resolve atacá-la no julgamento:

“Sei muito bem que estou acabado. Aquela velha, Tiana, mulherzinha que tremia de medo de mim quando trabalhava em casa, veio aqui me destruir. Eu vi o tribunal inteiro vibrando porque ela acabou comigo. Mas só ela era pouco, não? Essa ridícula com quem casei, Lorena, botou a pá de cal”, fala o mau-caráter.

Ele, então, antes de confessar os outros crimes, diz ter se casado com Lorena apenas para ficar próximo de Laura:

“Eu era mais novo que você e casei. Morria de rir por dentro quando se gabava com as amigas, que tinha me conquistado. Eu muito mais bonito como homem do que você como mulher. Casei não por interesse em você. Ridícula. Mal vestida. Cabelos tingidos. Eu casei por sua filha”, diz.

Vinícius confessa crimes

Na frente de todos, Vinícius continua sua confissão:

“Desde que vi Laura pela primeira vez, fiquei transtornado por ela. Não me importava a idade. Até você parar de trabalhar, eu tive o que queria, ela morria de medo de mim. Mas aí, depois, já estava grandinha, podia falar”, conta o homem. O delegado ainda afirma ter usado o cargo público para molestar outras meninas:

“Eu tentei conhecer outras, conheci, não adianta me acusarem, não darei os nomes, e pra cada processo é preciso um nome. Aproveitei que era delegado e todo mundo morria de medo de mim. Eu fazia o que queria”, diz.

Delegado é assassinado na cadeia

Depois da condenação, Vinícius é confinado em uma cela separada do restante dos presos. Mesmo avisado de que sua vida estava em risco por ter sido condenado por estupro de crianças, o delegado sai para o banho de sol pela primeira vez e é esfaqueado por outro homem no pátio da penitenciária.

Vera Gimenez retorna à televisão e diz que pediu emprego por e-mail

Horóscopo do dia – Descubra o que os astros revelam sobre a sua terça-feira!