in

Ex-esposa de Giba fala sobre relação conturbada e briga na Justiça

“Você acha que quero o pai dos meus filhos preso? Lógico que não é isso que eu quero, mas não tenho outra escolha”, disse a romena Cristina Pirv

Reprodução

Ex-jogador de vôlei deve R$ 82 mil de pensão alimentícia aos filhos

A romena Cristina Pirv, ex-jogadora de vôlei, eleita melhor jogadora europeia quando tinha apenas 18 anos, foi casada com Gilberto Godoy Filho, ou Giba, e luta agora na Justiça para tentar receber a pensão alimentícia dos filhos que teve com o ex-jogador brasileiro. Giba está devendo R$ 82 mil à ex-mulher. O campeão olímpico foi condenado à prisão no último dia 9, mas conseguiu uma liminar uma semana depois e não chegou a ir preso.

“Deixei minha carreira lá atrás para cuidar da família”

Cristina Pirv deu uma entrevista exclusiva ao UOL Esporte e falou sobre a difícil relação com o pai dos seus filhos. Giba e Pirv começaram a namorar em 2003, quando ela tinha 31 anos e ele 26. No ano seguinte, Giba foi campeão olímpico e ela esperava a primeira filha do casal. Em 2006, a jogadora romena se aposentou.

“Eu tinha proposta, queria voltar a jogar, porque tinha proposta da Rússia, mas ele falava: ‘Deixa teu marido ganhar dinheiro e cuidar da família’. Nós dois éramos fortes, bons jogadores, mas quando casa como faz? Ele morava na Itália e eu na França e nossa filha ficava para cá e para lá. Um dos dois tinha que se sacrificar”, lembra Pirv. A carreira como jogadora acabou aos 34 anos e ela decidiu se dedicar à família.

“Tudo isso não é pouco machismo não, é muito. Deixei minha carreira lá atrás para cuidar da família. Pensava que nossa família ia para frente, que a carreira dele era brilhante. As pessoas falavam para eu escrever um livro, dar palestra, cuidar da minha vida, mas eu estava feliz. Ele fez o que fez pelo vôlei, mas eu participei disso, ajudei ele a se tornar o que ele é”, disse Pirv em entrevista ao UOL.

Valor da pensão foi estipulado por Giba

Em 2011, o casamento dos dois começou desmoronar, quando Pirv soube que Giba teria amantes. Em 2013, no processo de separação, Giba ofereceu pagar R$ 10 mil de pensão alimentícia mensal aos dois filhos. Ela aceitou.

“Há cinco anos que estamos nessa briga que nunca acabou. Ele nunca pagou certo. Ele só pagou certinho quando entrou na Globo e os advogados conseguiram descontar na folha de pagamento. Nunca pedi para o valor ser revisado, nunca pedi para aumentar”, diz Pirv.

Giba participou de um reality show na TV Bandeirantes e especula-se que tenha recebido R$ 25 mil de cachê por semana. Antes, durante e depois do reality, Giba não pagou a pensão acordada. Não depositou nada em setembro e outubro, R$ 10 mil entre novembro e dezembro e outros R$ 2 mil, apenas, em janeiro. No entanto, Giba não tem emprego formal no Brasil, com carteira assinada, e alega que não tem renda para pagar os valores em dívida.

Desembargadora questionou gastos de Giba

No pedido de prisão contra Giba expedido no dia 9, a desembargadora Lenice Bodstein levantou alguns gastos de Giba para questionar a dificuldade no pagamento das pensões. A relatora informa no processo que o ex-jogador gasta aproximadamente R$ 1.000 com fatura de celular. Com aluguel e condomínio, Giba tem gasto de R$ 13.292.

“Você acha que quero o pai dos meus filhos preso? Lógico que não é isso que eu quero, mas não tenho outra escolha. Todas as vezes que eu ligava, e liguei várias vezes, é sempre a mesma desculpa. ‘Quando tiver dinheiro, vou pagar’. Mas por que o aluguel não está atrasado?”, questiona Pirv.

 

Fonte: UOL

Band perde recurso e é condenada a indenizar Walcyr Carrasco em R$ 100 mil

9 Truques psicologicos para você usar no dia-a-dia